Suíno Preço Base
Cooper Central Aurora: R$ 3,60
Pamplona: R$ 3,60
BRF (Sadia/Perdigão): R$ 3,50
JBS Foods: R$ 3,40
+ Bonificação de Carcaça (Média da Bonificação 10%)

Ver Histórico

Bolsa de Suínos
Santa Catarina: R$ 4,86
São Paulo: R$ 5,33
Minas Gerais: R$ 5,60
Paraná: R$ 4,90

Ver Histórico

Mercado de Grãos - Santa Catarina
Milho: R$ 41,40 (Referência Copérdia)
Farelo de Soja: R$ 1,35

Ver Histórico

 
Links da Suinocultura
ABCS
ABPA
CANAL RURAL
CEPEA
CIDASC
CNA
EMBRAPA
FAESC SENAR/SC
FATMA
MAPA
MDIC
NOTÍCIAS AGRÍCOLAS
O PRESENTE RURAL
PÁGINA RURAL
PORKWORLD
SAFRAS & MERCADO
SEC. DA AGRICULTURA
SUINO.COM
SUINOCULTURA INDUSTRIAL
TERRA VIVA
 
ou data:
NOTÍCIAS DA ACCS
01/03/2019 às 9h52
Atualizada em 01/03/2019 - 10h03
Presidente da ACCS comemora habilitação de plantas frigoríficas para a Coreia do Sul
“Esperamos que haja uma melhora no preço pago para o suinocultor para que a gente pague as contas do passado e possa sonhar com lucratividade na atividade”, avalia Losivanio
Compartilhe esta notícia:


Losivanio Luiz de Lorenzi, presidente da ACCS

A Agência de Quarentena Animal e Vegetal da Coreia do Sul (APQA) anunciou na quarta-feira (27) a habilitação de mais nove estabelecimentos brasileiros para exportar carnes para seu mercado. Esses novos estabelecimentos habilitados já haviam cumprido com a etapa anterior, de autorização junto ao Ministério da Segurança dos Alimentos e Medicamentos (MFDS) daquele país. Dessa maneira, estão prontas para iniciar as exportações de carnes para o país.
 
As habilitações foram resultado de missão de auditoria realizada por autoridades sul-coreanas, em outubro do ano passado. Esses estabelecimentos autorizados se somam a quatro que já possuíam permissão para exportar ao país asiático. Das nove plantas habilitadas agora, cinco são de carne suína e quatro de aves.
 
Presidente da ACCS comemora
 
O presidente da ACCS, Losivanio Luiz de Lorenzi, comemora a liberação das plantas frigoríficas que poderão exportar aves e suínos para os sul-coreanos. “Santa Catarina tem um status sanitário diferenciado e por isso possui potencial para atingir mercados exigentes. O Frigorífico Catarinense e a Satiare Alimentos são plantas que compram de produtores independentes. Isso mostra que a nossa produção é de excelência, seja ela atrelada com as integrações ou não”.
 
Na avaliação de Losivanio, 2019 deve ser promissor para a suinocultura, minimizando as grandes perdas econômicas dos últimos três anos. “Esse trabalho de abertura de mercado é essencial para que os produtores consigam permanecer na atividade. Com a melhora do cenário econômico nacional, esperamos que haja um incremento no consumo de proteína animal. Esperamos que haja também uma melhora no preço pago para o suinocultor para que a gente pague as contas do passado e possa sonhar com lucratividade na atividade”.
 
Potencial de mercado
 

A Coreia do Sul importa cerca de 1,5 bilhão de dólares por ano em carne suína. Levando em consideração a fatia de 9% do mercado mundial do produto ocupada pelo Brasil, é estimado o potencial do mercado sul-coreano em 189 milhões de dólares com as novas plantas. No que se refere à carne de frango, o Brasil já ocupa uma posição privilegiada, respondendo por 85% das importações da Coreia do Sul. O valor das vendas brasileiras de carne de frango in natura para o país asiático chegou a 169 milhões de dólares em 2018.
 
Os serviços sanitários da Coreia do Sul são conhecidos por estarem entre os mais rigorosos do mundo. A habilitação de novas plantas reitera a demonstração de confiança das autoridades do país asiático na certificação brasileira e reforça o posicionamento do Brasil no exigente e lucrativo mercado sul-coreano.
 
Em 2018, Santa Catarina embarcou 1,19 mil toneladas de carne suína para a Coreia do Sul, gerando um faturamento de US$ 1,8 milhão. O país é também um grande consumidor da carne de frango produzida no estado. No último ano, foram 33,5 mil toneladas do produto exportadas, com receitas de US$ 59,9 milhões.
 
Plantas habilitadas
 

Das nove plantas habilitadas agora, cinco são de carne suína e quatro de aves. Em Santa Catarina, os frigoríficos autorizados para exportação de carne suína são: Satiare Alimentos de Xanxerê; Pamplona Alimentos de Rio do Sul; Frigorífico Catarinense de Grão Pará; Seara Alimentos de São Miguel do Oeste e Seara Alimentos de Itapiranga. E a Cooperativa Central Aurora de Maravilha está habilitada a vender carne de aves.

Fonte: ACCS, com informações do Mapa e da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
 
Comentário
 
      Nenhum comentário para esta notícia!
Deixe seu Comentário para a notícia "Presidente da ACCS comemora habilitação de plantas frigoríficas para a Coreia do Sul"
(*) - Todos os campos são de preenchimento obrigatório.
Seu Nome*:
Seu E-mail*:
(o email não será publicado)
Cidade*:
Estado*:
Comentário*:
  500 caracteres restantes.
Eu li e aceito as regras de publicação de comentários. VER REGRAS

VEJA TAMBÉM - Outras Notícias da Categoria NOTÍCIAS DA ACCS
06/06/2019 - Valor pago pelo quilo do suíno vivo tem novo aumento
A Cooperativa Central Aurora anunciou que a partir desta quinta-feira, dia 6, o preço pago pelo quilo do suíno vivo foi para R$...
04/06/2019 - Produtor e Agroindústria pedem cancelamento de evento internacional em SC
Preocupadas com a defesa sanitária do território barriga-verde, as principais entidades do agronegócio catarinense emitiram...
31/05/2019 - ASSISTA | COZINHA ACCS
Já está disponível em todos os canais de comunicação da Associação Catarinense de Criadores de Suínos a nova temporada do programa...
29/05/2019 - Santa Catarina comemora 12 anos como área livre de febre aftosa sem vacinação
Santa Catarina comemora 12 anos do certificado internacional como área livre de febre aftosa sem vacinação. Os esforços dos...
24/05/2019 - ACCS tem contas aprovadas
Representantes dos núcleos municipais e regionais da ACCS participaram nesta sexta-feira (24) da Assembleia Geral Ordinária da...
24/04/2019 - Frente Parlamentar da Suinocultura é instalada na Alesc
A manutenção do status sanitário de Santa Catarina como estado livre de aftosa e a viabilização da rota do milho vindo do Paraguai...
18/04/2019 - Frente parlamentar da Suinocultura será lançada na ALESC
Com o objetivo de discutir os principais desafios da Suinocultura Catarinense, será lançada na próxima terça-feira (23), a Frente...
16/04/2019 - Mais de 400 pessoas participaram do 20º Seminário Regional da Suinocultura
Foi realizado no último sábado (13) o 20º Seminário Regional da Suinocultura, que foi sediado pela terceira vez em Descanso,...
09/04/2019 - TV ACCS | XI Festa Catarinense da Suinocultura
Milhares pessoas prestigiaram no último final de semana a XI Festa Catarinense da Suinocultura e a VI Festa do Agricultor e da...
27/03/2019 - Santa Catarina fixa em 6% o ICMS sobre o suíno vivo
Por unanimidade, os deputados catarinenses aprovaram na tarde de terça-feira (26) o Projeto de Lei (PL) 28/2019, de autoria...
 
 
Rua do Comércio, nº 655
Centro, Concórdia / SC
CEP: 89700-089
Diretoria
Granjas de Material Genético
50 anos de ACCS
55 anos de ACCS
Relatórios Anuais
Frente Parlamentar
Núcleos e Associações
50 anos ACCS
55 anos ACCS
Rádio ACCS
TV ACCS
Notícias
Links da Suinocultura
Receitas
Newsletter
Agenda de Eventos
Previsão do Tempo
Galeria de Fotos
© - Ideia Good - Soluções para Internet