Suíno Preço Base
Cooper Central Aurora: R$ 2,80
Pamplona: R$ 2,80
BRF (Sadia/Perdigão): R$ 3,00
JBS Foods: R$ 2,90
+ Bonificação de Carcaça (Média da Bonificação 10%)

Ver Histórico

Bolsa de Suínos
Santa Catarina: R$ 3,57
São Paulo: R$ 4,05
Minas Gerais: R$ 4,00
Paraná: R$ 3,75

Ver Histórico

Mercado de Grãos - Santa Catarina
Milho: R$ 43,90 (Referência Copérdia)
Farelo de Soja: R$ 1,55

Ver Histórico

 
Links da Suinocultura
ABCS
ABPA
CANAL RURAL
CEPEA
CIDASC
CNA
EMBRAPA
FAESC SENAR/SC
FATMA
MAPA
MDIC
NOTÍCIAS AGRÍCOLAS
O PRESENTE RURAL
PÁGINA RURAL
PORKWORLD
SAFRAS & MERCADO
SEC. DA AGRICULTURA
SUINO.COM
SUINOCULTURA INDUSTRIAL
TERRA VIVA
 
ou data:
NOTÍCIAS DA ACCS
19/12/2017 às 8h30
Atualizada em 19/12/2017 - 08h36
Em Santa Catarina, expectativas dos suinocultores não foram atingidas em 2017
Pela primeira vez na história, valor pago ao produtor pelo quilo do suíno vivo não foi reajustado entre os meses de setembro e dezembro
Compartilhe esta notícia:


Foto: Ilustração

Após a forte crise enfrentada em 2016, quando os altos custos de produção massacraram a margem de lucro dos suinocultores, 2017 começou de forma positiva para a atividade, com a remuneração em ascensão e as exportações batendo recordes. Contudo, com a Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal no dia 17 de março, a instabilidade voltou à tona para a cadeia produtiva de proteína animal brasileira.
 
De acordo com o presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Losivanio Luiz de Lorenzi, o valor pago ao suinocultor integrado teve uma queda de R$ 0,30 pelo quilo do suíno vivo ao longo do ano e de R$ 0,50 no mercado independente.
 
O prejuízo ao país não foi maior porque todas as entidades representativas do setor, empresas e lideranças políticas agiram rápido para reestabelecer a imagem positiva da carne brasileira perante os consumidores mundiais.
 

Com o esforço mutuo para recuperar a credibilidade no mercado internacional, o cenário suinícola brasileiro conseguiu se estabilizar. Contudo, meses depois, com a denúncia de pagamentos de propina por uma indústria de carnes a políticos, o caos econômico voltou a imperar no brasil, afetando fortemente a suinocultura. “A as exportações também tiveram uma queda nesse período”, lembra o presidente da ACCS.
 
Fato inédito na suinocultura
 
Pela primeira vez na história da suinocultura catarinense, de setembro a dezembro, época em que o mercado prepara seus estoques para as festas de final de ano, o preço pago pelo quilo do suíno vivo na integração e não tiveram alterações. No mercado independente, o cenário foi de queda em diversas regiões produtoras. As dificuldades para os suinocultores só não foram maiores porque os custos de produção também ficaram estáveis.
 
Embargo russo às carnes brasileiras
 
A partir do dia 1º de dezembro, a Rússia, principal destino da carne suína de Santa Catarina, suspendeu temporariamente a importação de carnes brasileiras. O serviço veterinário russo alegou ter encontrado algumas substâncias, como a ractopamina, que melhora o desempenho na criação de suínos, mas que é proibido na Rússia. “Mais uma vez o produtor foi prejudicado, pois algumas empresas colocaram suínos no mercado independente”.
 
O presidente da ACCS acredita que o embargo russo à proteína brasileira está ligado a questões políticas e que a situação deve se resolver em breve. “Com a retomada das exportações para Rússia vamos ter um mercado promissor para 2018”, destaca Losivanio.
 
Mercado Internacional
 
A abertura de mercado da carne suína brasileira com a Coreia do Sul também aumenta as esperanças dos produtores para um 2018 mais positivo. “Precisamos aumentar a nossa competitividade para conseguir atender esse mercado promissor”, analisa o presidente da ACCS.
 
Mercado
 
De acordo com o presidente da ACCS, as exportações tiveram queda de 6% em 2017, enquanto a produção de suínos registrou um aumento de quase 3%. “Há um aumento no peso de abate e o mercado consumidor não esteve aquecido. O suinocultor precisa crescer com garantias. Só assim a gente vai ter rentabilidade na atividade”, alerta.

Fonte: Tiago Rafael/ACCS
 
Comentário
 
      Nenhum comentário para esta notícia!
Deixe seu Comentário para a notícia "Em Santa Catarina, expectativas dos suinocultores não foram atingidas em 2017"
(*) - Todos os campos são de preenchimento obrigatório.
Seu Nome*:
Seu E-mail*:
(o email não será publicado)
Cidade*:
Estado*:
Comentário*:
  500 caracteres restantes.
Eu li e aceito as regras de publicação de comentários. VER REGRAS

VEJA TAMBÉM - Outras Notícias da Categoria NOTÍCIAS DA ACCS
11/10/2018 - Revista da ACCS recebe prêmio estadual
A revista Carne Suína e os Sabores pelo Mundo, material idealizado pela Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), foi...
09/10/2018 - Mapa adota medidas para conter foco de peste suína clássica no Ceará
O Brasil reportou hoje à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) a descoberta de um foco de peste suína clássica em Forquilha,...
01/10/2018 - INVESTIR NO BRASIL OU NO PARAGUAI?
Durante análise semanal de mercado, o presidente da ACCS, Losivanio Luiz de Lorenzi, compara as oportunidades oferecidas para aos...
01/10/2018 - ACCS marca presença na PorkExpo 2018
A ACCS marcou presença na PorkExpo 2018, um dos eventos mais importantes do setor suinícola na América Latina. O presidente da...
27/09/2018 - “Precisamos eleger nomes comprometidos com o agronegócio”
Durante participação na PorkExpo 2018, o presidente da APCS, Valdomiro Ferreira Júnior, alerta que o momento é de extrema...
27/09/2018 - Analista da Rabobank faz projeções positivas para a suinocultura brasileira
O Ministério da Agricultura confirmou nesta semana que a Índia, país com uma população superior a 1,3 bilhão de habitantes, abriu...
26/09/2018 - ACCS participa da PorkExpo 2018
A ACCS prestigia a PorkExpo 2018 e do IX Congresso Internacional de Suinocultura, em Foz Do Iguaçu (PR). Além das palestras e...
1 Comentário
21/09/2018 - Carne Saudável: carne suína é destaque na gastronomia mundial
14/09/2018 - Carne suína catarinense é referência em qualidade
O consumo de carne suína no Brasil cresceu 2%. Há um potencial de crescimento ainda maior se compararmos o consumo brasileiro com...
11/09/2018 - PROGRAMA AGRO EM PAUTA
Durante programa ao vivo no Facebook, o presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Losivanio Luiz de...
 
 
Rua do Comércio, nº 655
Centro, Concórdia / SC
CEP: 89700-089
Diretoria
Granjas de Material Genético
50 anos de ACCS
55 anos de ACCS
Relatórios Anuais
Frente Parlamentar
Núcleos e Associações
50 anos ACCS
55 anos ACCS
Rádio ACCS
TV ACCS
Notícias
Links da Suinocultura
Receitas
Newsletter
Agenda de Eventos
Previsão do Tempo
Galeria de Fotos
© - Ideia Good - Soluções para Internet