Suíno Preço Base
Cooper Central Aurora: R$ 2,80
Pamplona: R$ 2,80
BRF (Sadia/Perdigão): R$ 3,00
JBS Foods: R$ 2,90
+ Bonificação de Carcaça (Média da Bonificação 10%)

Ver Histórico

Bolsa de Suínos
Santa Catarina: R$ 3,44
São Paulo: R$ 4,00
Minas Gerais: R$ 3,90
Paraná: R$ 3,66

Ver Histórico

Mercado de Grãos - Santa Catarina
Milho: R$ 46,40 (Referência Copérdia)
Farelo de Soja: R$ 1,59

Ver Histórico

 
Links da Suinocultura
ABCS
ABPA
CANAL RURAL
CEPEA
CIDASC
CNA
EMBRAPA
FAESC SENAR/SC
FATMA
MAPA
MDIC
NOTÍCIAS AGRÍCOLAS
O PRESENTE RURAL
PÁGINA RURAL
PORKWORLD
SAFRAS & MERCADO
SEC. DA AGRICULTURA
SUINO.COM
SUINOCULTURA INDUSTRIAL
TERRA VIVA
 
ou data:
NOTÍCIAS DE MERCADO
28/02/2018 às 17h45
Atualizada em 28/02/2018 - 17h52
STF decide manter anistia a desmatadores concedida pelo Código Florestal
Código prevê anistia a donos de terras que desmataram além do permitido até 2008. Em novembro, relator Luiz Fux votou contra perdão, mas maioria dos ministros não seguiu o entendimento
Compartilhe esta notícia:


Foto: Reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (28) manter a anistia concedida pelo Código Florestal a donos de terra que desmataram além do permitido até 22 de julho de 2008.
 
Com a decisão, a Corte finalizou nesta quarta o julgamento de cinco ações que questionavam diversos pontos do código.
 
A lei que instituiu o Código Florestal foi sancionada em 2012 pela ex-presidente Dilma Rousseff e define o que deve ser preservado e restaurado nas propriedades rurais no país.
 
A análise das ações pelo Supremo foi iniciada em novembro do ano passado, quando o relator dos processos, ministro Luiz Fux, votou a favor de derrubar o perdão a multas e punições criminais previsto na lei a proprietários.
 
 

​Pelo código, quem desmatou até 2018 e se cadastrou para se adequar às regras ambientais (se comprometendo a reparar o dano) teve o beneficio de suspensão de sanções e multas. Para coletar os dados, foi criado o Cadastro Ambiental Rural (CAR), que hoje conta com 4 milhões de imóveis rurais registrados.
 
Embora o julgamento tenha começado em novembro, com o voto de Fux, no último dia 22 os ministros retomaram a análise, mas adiaram para esta quarta a decisão sobre os processos.
 
Durante a sessão, ministro Celso de Mello, que faltava votar, afirmou que o direito ao meio ambiente é coletivo e deve ser assegurado às presentes e futuras gerações. Defendeu, ainda, que a anistia "estimula os agentes que tenham praticado determinados delitos ambientais a solver o seu passivo ambiental".
 
"O direito à integridade do meio ambiente constitui prerrogativa jurídica de titularidade coletiva refletindo dentro do processo de afirmação dos direitos humanos a expressão de um poder deferido, não ao indivíduo em sua singularidade, mas em um sentido mais abrangente, à coletividade social", completou.
 
Entenderam que o Código Florestal não concede anistia ampla: Celso de Mello, Rosa Weber, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Alexandre Moraes e Cármen Lúcia (presidente da Corte).
 
Votaram contra a anistia: Luiz Fux, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski.
 
Outros pontos polêmicos

Além da anistia, os ministros também analisam outros questionamentos ao Código Florestal, considerado por ambientalistas mais frouxo na preservação da vegetação nativa do que as leis anteriores.
 
Um dos pontos do código permitiu que um proprietário que desmatou além do permitido possa realizar a compensação ambiental em um mesmo bioma, e não mais em uma mesma microbacia, isto é, numa área próxima banhada pelo mesmo rio ou seus afluentes.
 
Os ministros fizeram a interpretação de que essa compensação pode ser feita apenas em "áreas de mesma identidade ecológica", ou seja, uma área mais restrita.

Fonte: G1
 
Comentário
 
      Nenhum comentário para esta notícia!
Deixe seu Comentário para a notícia "STF decide manter anistia a desmatadores concedida pelo Código Florestal"
(*) - Todos os campos são de preenchimento obrigatório.
Seu Nome*:
Seu E-mail*:
(o email não será publicado)
Cidade*:
Estado*:
Comentário*:
  500 caracteres restantes.
Eu li e aceito as regras de publicação de comentários. VER REGRAS

VEJA TAMBÉM - Outras Notícias da Categoria NOTÍCIAS DE MERCADO
21/09/2018 - Mercado do milho está “derretendo”
“Aumento nos estoques pela retenção dos vendedores, exportação retraída pela falta de competitividade do milho brasileiro,...
21/09/2018 - ELEIÇÕES 2018
A Moody's afirmou nesta quinta-feira que o novo presidente do Brasil enfrentará desafios em seu relacionamento com o Congresso...
21/09/2018 - Suíno paulista tem valorização, mas não reverte cenário para produtores
De acordo com pesquisas do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), as recentes valorizações do suíno vivo têm...
20/09/2018 - Guerra comercial entre EUA e China afeta empresa fortemente, diz BRF
A guerra comercial estabelecida entre os Estados Unidos e a China afeta "muito fortemente" as operações da BRF, disse o CEO da...
20/09/2018 - ARTIGO - Sustentabilidade
As cadeias produtivas da carne, em Santa Catarina, são extremamente avançadas, respeitam e protegem os recursos naturais. A...
20/09/2018 - Brasil passa a ser o terceiro maior exportador agrícola
O Brasil já é o terceiro maior exportador agrícola do mundo. Mas as mudanças climáticas podem representar um desafio real para a...
19/09/2018 - Equipe da Agroceres PIC expõe três trabalhos científicos no Allen D. Leman Swine Conference 2018
As equipes de Serviços Técnicos e de Serviços Veterinários da Agroceres PIC expuseram três trabalhos científicos no Allen D. Leman...
19/09/2018 - China se destaca por agregar valor nas cadeias agrícolas
A China emergiu como "key player" nas cadeias globais de valor na agricultura, com um avanço nessa frente que de longe superou o...
19/09/2018 - Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vai intensificar a vigilância nos aeroportos, portos e fronteiras do...
18/09/2018 - Trump impõe tarifas sobre US$ 200 bi
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que vai impor tarifas de 10 por cento sobre cerca de 200 bilhões de dólares...
 
 
Rua do Comércio, nº 655
Centro, Concórdia / SC
CEP: 89700-089
Diretoria
Granjas de Material Genético
50 anos de ACCS
55 anos de ACCS
Relatórios Anuais
Frente Parlamentar
Núcleos e Associações
50 anos ACCS
55 anos ACCS
Rádio ACCS
TV ACCS
Notícias
Links da Suinocultura
Receitas
Newsletter
Agenda de Eventos
Previsão do Tempo
Galeria de Fotos
© - Ideia Good - Soluções para Internet