Suíno Preço Base
Cooper Central Aurora: R$ 2,90
Pamplona: R$ 2,90
BRF (Sadia/Perdigão): R$ 3,00
JBS Foods: R$ 2,90
+ Bonificação de Carcaça (Média da Bonificação 10%)

Ver Histórico

Bolsa de Suínos
Santa Catarina: R$ 3,82
São Paulo: R$ 4,16
Minas Gerais: R$ 4,00
Paraná: R$ 3,90

Ver Histórico

Mercado de Grãos - Santa Catarina
Milho: R$ 42,10 (Referência Copérdia)
Farelo de Soja: R$ 1,45

Ver Histórico

 
Links da Suinocultura
ABCS
ABPA
CANAL RURAL
CEPEA
CIDASC
CNA
EMBRAPA
FAESC SENAR/SC
FATMA
MAPA
MDIC
NOTÍCIAS AGRÍCOLAS
O PRESENTE RURAL
PÁGINA RURAL
PORKWORLD
SAFRAS & MERCADO
SEC. DA AGRICULTURA
SUINO.COM
SUINOCULTURA INDUSTRIAL
TERRA VIVA
 
ou data:
NOTÍCIAS DE MERCADO
10/08/2018 às 10h46
Conab reduz estimativa para colheita de milho, mas eleva a de trigo
Segundo o novo levantamento, a colheita da safrinha de milho, que ainda está em andamento, deverá alcançar 55,4 milhões de toneladas
Compartilhe esta notícia:

Problemas climáticos em regiões produtoras de Mato Grosso do Sul e do Paraná levaram a Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) a ajustar para baixo seu cálculo para a colheita da segunda safra de milho no país nesta temporada 2017/18.
 
Como os reflexos negativos dessa revisão foram compensados por um aumento da projeção para o trigo, a estatal manteve praticamente inalterado seu cálculo para a produção total de grãos do país, em 228,6 milhões de toneladas, 3,8% menos que a do ciclo 2016/17, a maior da história.
 
Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) trouxe correções similares às da Conab e sinalizou que a colheita de grãos do país atingirá 226,8 milhões de toneladas em 2018, 5,7% menos que em 2017.
 
Segundo o novo levantamento da Conab, a colheita da safrinha de milho, que ainda está em andamento, deverá alcançar 55,4 milhões de toneladas, 664 mil a menos que o projetado em julho e volume 17,8% inferior ao de 2016/17.
 
Por conta de intempéries em diversos polos importantes, que provocaram desde o atraso do plantio até problemas de desenvolvimento causados por estresse hídrico, a produtividade média das lavouras deverá ser 14% mais baixa (4.786 quilos por hectare) que na temporada passada.
 
Com a correção efetuada na safrinha, a Conab passou a estimar a produção brasileira total de milho em 2017/18 em 82,2 milhões de toneladas, 16% abaixo da registrada em 2016/17. Essa queda, aliada a fatores como a quebra da safra argentina e, mais recentemente, às incertezas em relação aos fretes, tem exercido pressão sobre os custos de frigoríficos de aves e suínos que atuam no país.
 
Também em virtude da queda de oferta, a Conab está revisando sua projeção para as vendas de milho do Brasil ao exterior em 2017/18 -- o país é o segundo maior exportador do cereal do mundo. No quadro de oferta e demanda divulgado hoje, a estatal ainda mantém uma previsão de embarques de 30 milhões de toneladas, mas nos comentários divulgados um volume da ordem de 27 milhões já é considerado. Em 2016/17 foram 30,8 milhões de toneladas.
 
Para o trigo, cujo período de semeadura está em fase final, a Conab passou a projetar produção de 5,1 milhões de toneladas, 242 mil toneladas a mais que o estimado em julho e volume 20,6% superior ao apurado na temporada passada. Assim, as importações foram ajustadas para 6,5 milhões de toneladas, ainda 300 mil a mais que em 2016/17. Das grandes culturas agrícolas, o trigo é a única que pesa na balança brasileira no prato das importações.
 
Afora as correções efetuadas para a safrinha de milho e para o trigo, o novo levantamento da Conab, do ponto de vista estatístico, tem poucas novidades. Para a soja, carro-chefe do agronegócio brasileiro -- e cuja colheita terminou --, a estatal manteve sua estimativa de produção recorde de 119 milhões de toneladas, 4,3% mais que em 2016/17, e preservou o cálculo para as exportações do grão em 72 milhões de toneladas, um aumento de 5,6% na comparação e também um novo recorde, garantido pela aquecida demanda chinesa.
 
Para os básicos arroz e feijão, a Conab efetuou ajustes modestos e incapazes de mudar as direções definidas pelas grandes culturas. A projeção para a produção de arroz foi elevada para 12 milhões de toneladas, ainda 2,5% abaixo de 2016/17, enquanto para o feijão a previsão encolheu para 3,2 milhões de toneladas, uma queda de 6,3% em igual comparação.

Fonte: Valor Economico
 
Comentário
 
      Nenhum comentário para esta notícia!
Deixe seu Comentário para a notícia "Conab reduz estimativa para colheita de milho, mas eleva a de trigo"
(*) - Todos os campos são de preenchimento obrigatório.
Seu Nome*:
Seu E-mail*:
(o email não será publicado)
Cidade*:
Estado*:
Comentário*:
  500 caracteres restantes.
Eu li e aceito as regras de publicação de comentários. VER REGRAS

VEJA TAMBÉM - Outras Notícias da Categoria NOTÍCIAS DE MERCADO
18/12/2018 - Quem é Ricardo de Gouvêa, o novo secretário de agricultura de SC
Ricardo de Gouvea, além de experiente Diretor Executivo do Sindicarne, é fundador do Instituto Catarinense de Sanidade Agropecária...
14/12/2018 - Produção de aves e de suínos será menor neste ano, aponta a ABPA
O Brasil deverá encerrar o ano com produção de aves e de suínos mais ajustada, projeta a Associação Brasileira de Proteína Animal...
13/12/2018 - PIB do agronegócio do Brasil deve crescer 2% em 2019, prevê CNA
O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro deverá crescer 2 por cento em 2019 em relação ao ano anterior, após uma...
12/12/2018 - Cadastro de Empregador Rural deve ser substituído pelo CAEPF
O Cadastro de Empregador Rural, o chamado “CEI”, deverá ser substituído pelo Cadastro de Atividade Econômica da Pessoa...
12/12/2018 - Suinocultura encerra 2018 conturbado com perspectivas otimistas para novo ano
Os suinocultores acenderam seus sinais de alerta com as reviravoltas da atividade em 2018. Em um ano marcado por solavancos no...
12/12/2018 - Brasil embarca 12,4 mil toneladas de carne suína na primeira semana de dezembro
As exportações de carne suína chegaram a 12,4 mil toneladas embarcadas na primeira semana de dezembro, o que representou US$ 23,8...
11/12/2018 - Bolsonaro indica ex-secretário de Alckmin para comandar Ministério do Meio Ambiente
O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou o ex-secretário estadual do Meio Ambiente de São Paulo Ricardo de Aquino...
10/12/2018 - Valdir Colatto será secretário do Mapa na gestão de Tereza Cristina
O deputado federal Valdir Colatto (MDB-SC) deve ser um dos secretários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento...
1 Comentário
07/12/2018 - ASSISTA | Veja a verdade sobre o Funrural
07/12/2018 - Santa Catarina aumenta em 36,9% as exportações de carnes em novembro
Santa Catarina encerra o mês de novembro com alta nas exportações de carne suína e de frango. Boa parte dos embarques foi...
 
 
Rua do Comércio, nº 655
Centro, Concórdia / SC
CEP: 89700-089
Diretoria
Granjas de Material Genético
50 anos de ACCS
55 anos de ACCS
Relatórios Anuais
Frente Parlamentar
Núcleos e Associações
50 anos ACCS
55 anos ACCS
Rádio ACCS
TV ACCS
Notícias
Links da Suinocultura
Receitas
Newsletter
Agenda de Eventos
Previsão do Tempo
Galeria de Fotos
© - Ideia Good - Soluções para Internet