Suíno Preço Base
Cooper Central Aurora: R$ 3,60
Pamplona: R$ 3,60
BRF (Sadia/Perdigão): R$ 3,50
JBS Foods: R$ 3,50
+ Bonificação de Carcaça (Média da Bonificação 10%)

Ver Histórico

Bolsa de Suínos
Santa Catarina: R$ 4,98
São Paulo: R$ 5,44
Minas Gerais: R$ 5,60
Paraná: R$ 4,90

Ver Histórico

Mercado de Grãos - Santa Catarina
Milho: R$ 41,40 (Referência Copérdia)
Farelo de Soja: R$ 1,35

Ver Histórico

 
Links da Suinocultura
ABCS
ABPA
CANAL RURAL
CEPEA
CIDASC
CNA
EMBRAPA
FAESC SENAR/SC
FATMA
MAPA
MDIC
NOTÍCIAS AGRÍCOLAS
O PRESENTE RURAL
PÁGINA RURAL
PORKWORLD
SAFRAS & MERCADO
SEC. DA AGRICULTURA
SUINO.COM
SUINOCULTURA INDUSTRIAL
TERRA VIVA
 
ou data:
NOTÍCIAS DE MERCADO
09/01/2019 às 8h40
Novo abatedouro de suínos do AM vai diminuir importação de carne da região Sul
Inaugurado na segunda-feira (7), unidade tem capacidade inicial para abate de 100 animais por dia
Compartilhe esta notícia:

Com a inauguração do segundo abatedouro de suínos no Amazonas abre-se um novo caminho para o agronegócio no Estado e a possibilidade de surgimento de uma nova matriz econômica. O novo local realizará o corte de suínos de todo o Estado e vai diminuir a dependência da importação desse tipo específico de carne da região Sul do País.
 
O abatedouro, que se chama Rio Quality, está localizado no quilômetro 15 da BR-174 no ramal Mete Marcha, km 3, com a capacidade de abater, inicialmente, 100 animais por dia para comercialização desde a carcaça, pé, orelha, rabo e costela.
 
O primeiro matadouro de suínos do Estado foi inaugurado em 2011 somente para o corte de carnes da fazenda Bela Vista em Rio Preto da Eva, distante 79 km da capital.
 
Presente à inauguração, o governador Wilson Lima (PSC) prometeu desenvolver o setor primário e garantir incentivos à produção de grãos no Estado, principal insumo da suinocultura.
 
“Temos um potencial muito grande, gente qualificada e empresários dispostos a investir. Então, por que a gente não faz? Respeitando a questão ambiental e promovendo o desenvolvimento sustentável vamos dar os incentivos necessários para que isso ocorra. No momento em que se tem grãos, facilita a ração para suinocultura, avicultura e piscicultura”, afirmou.
 
Segundo o presidente da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), Alexandre Araújo, o rebanho suíno do Estado é formado por 38 mil animais concentrados nos municípios da região metropolitana e em Apuí, a 408 km da capital. Conforme Araújo, 99% da carne suína consumida no Estado é originária de Santa Catarina.
 
“O criador tendo a estrutura para abater, ele vai ter a segurança de planejar a sua criação. Vai fomentar toda a cadeia produtiva de suínos no Estado, principalmente, da produção que deve ser incentivada criando uma nova matriz econômica dentro do setor primário e, assim, diminuindo a importação de outras regiões do Brasil”, avalia. Entre as dificuldades no setor primário, apontadas pelo titular da Adaf, está a logística, com a necessidade de melhor infraestrutura nas vicinais e ramais, e a facilidade de acesso ao crédito rural.
 
Segundo o proprietário do abatedouro, Felisberto Sarkis, a propriedade irá abater suínos de todo o Estado. Ele estima a geração de 20 mil novos empregos na zona rural de Manaus: “O abatedouro já gerou 25 empregos diretos e do Estado vai passar de 60 mil novos empregos. As pessoas vão voltar a ser criador de suíno de novo. Imagina mandar R$90 milhões para o pessoal produzir em Rondônia e no Rio Grande do Sul gerando empregos e nós aqui?”.
 
Conforme o diretor administrativo do abatedouro, Michel Ribeiro, fica a critério do produtor rural realizar a própria comercialização ou concluir o processo de venda no próprio abate. “Para isso conseguimos fazer um contrato com os supermercados do Estado e, assim, escoar a produção”, disse o investidor.
 
O rebanho de suínos do Amazonas é de aproximadamente de 38 mil cabeças. Conforme o presidente da FAEA, Muni Lourenço, o setor primário conta com o orçamento para 2019 de quase R$400 milhões para investimentos em assistência técnica, infraestrutura e ampliação da defesa agropecuária.
 
"Portas estão abertas para investidores", diz secretário
 
O secretário de Produção Rural (Sepror), Petrúcio Magalhães, afirmou que a sua gestão irá estimular programas para incentivar a produção de milho no Estado, um dos itens da composição da ração da pecuária.
 
“As portas estão abertas para os investidores. Para abater o suíno é preciso criar o animal e um dos custos principais da ração é o milho e a soja. Vamos estimular através de um programa desde a mecanização, programa pró calcário para garantir a neutralidade do solo e também a boa produtividade para o milho”, disse o engenheiro agrônomo.
 
O titular da Sepror falou que a atividade requer mão de obra qualificada e entre os desafios para o desenvolvimento da suinocultura está a desburocratização de linhas de crédito, acelerar os processos de licenciamento ambiental e a questão fundiária.

Fonte: A Crítica
 
Comentário
 
      Nenhum comentário para esta notícia!
Deixe seu Comentário para a notícia "Novo abatedouro de suínos do AM vai diminuir importação de carne da região Sul"
(*) - Todos os campos são de preenchimento obrigatório.
Seu Nome*:
Seu E-mail*:
(o email não será publicado)
Cidade*:
Estado*:
Comentário*:
  500 caracteres restantes.
Eu li e aceito as regras de publicação de comentários. VER REGRAS

VEJA TAMBÉM - Outras Notícias da Categoria NOTÍCIAS DE MERCADO
17/06/2019 - Abate de suínos cresceu 5,5% no primeiro trimestre
De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no 1º trimestre de 2019, foram...
17/06/2019 - Brasil caminha para década perdida na economia, a pior em 120 anos
Ao mesmo tempo em que flerta com o retorno da recessão técnica, a economia brasileira caminha para mais uma década perdida,...
14/06/2019 - Exportações de carne suína somam 13,4 mil toneladas
As exportações de carne suína in natura continuam com bom desempenho nesse início de junho. De acordo com os dados do Ministério...
14/06/2019 - Exportações de carne suína somam 13,4 mil toneladas
As exportações de carne suína in natura continuam com bom desempenho nesse início de junho. De acordo com os dados do Ministério...
13/06/2019 - ARTIGO | Liderança catarinense
A avicultura industrial brasileira nasceu em território barriga-verde e conquistou o mundo, é sinônimo de eficiência e qualidade...
13/06/2019 - Fusão da BRF com o Marfrig tem complexidades a serem avaliadas, diz Parente
O CEO e presidente do Conselho de Administração da BRF, Pedro Parente, disse que uma eventual fusão com a Marfrig tem que ser...
13/06/2019 - Genus continua avançando com sua iniciativa global de resistência à PRRS
A Genus plc, líder global em genética animal, anunciou no final do mês de maio que assinou um acordo de cooperação estratégica na...
11/06/2019 - Calma! Ainda sequer cobrimos os prejuízos
No momento em que estamos realinhando os preços do suíno vivo em patamares que possam oferecer algum tipo de remuneração...
11/06/2019 - Queda da produção de milho na China leva preço ao maior nível em 4 anos
A queda da produção de milho na China tem elevado os preços domésticos da commodity aos níveis mais altos dos últimos quatro anos....
11/06/2019 - Exportações de carne suína somam 13,4 mil toneladas
As exportações de carne suína in natura continuam com bom desempenho nesse início de junho. De acordo com os dados do Ministério...
 
 
Rua do Comércio, nº 655
Centro, Concórdia / SC
CEP: 89700-089
Diretoria
Granjas de Material Genético
50 anos de ACCS
55 anos de ACCS
Relatórios Anuais
Frente Parlamentar
Núcleos e Associações
50 anos ACCS
55 anos ACCS
Rádio ACCS
TV ACCS
Notícias
Links da Suinocultura
Receitas
Newsletter
Agenda de Eventos
Previsão do Tempo
Galeria de Fotos
© - Ideia Good - Soluções para Internet