Suíno Preço Base
Cooper Central Aurora: R$ 2,90
Pamplona: R$ 2,90
BRF (Sadia/Perdigão): R$ 3,00
JBS Foods: R$ 2,90
+ Bonificação de Carcaça (Média da Bonificação 10%)

Ver Histórico

Bolsa de Suínos
Santa Catarina: R$ 3,73
São Paulo: R$ 4,16
Minas Gerais: R$ 4,00
Paraná: R$ 3,90

Ver Histórico

Mercado de Grãos - Santa Catarina
Milho: R$ 42,90 (Referência Copérdia)
Farelo de Soja: R$ 1,41

Ver Histórico

 
Links da Suinocultura
ABCS
ABPA
CANAL RURAL
CEPEA
CIDASC
CNA
EMBRAPA
FAESC SENAR/SC
FATMA
MAPA
MDIC
NOTÍCIAS AGRÍCOLAS
O PRESENTE RURAL
PÁGINA RURAL
PORKWORLD
SAFRAS & MERCADO
SEC. DA AGRICULTURA
SUINO.COM
SUINOCULTURA INDUSTRIAL
TERRA VIVA
 
ou data:
NOTÍCIAS DE MERCADO
09/01/2019 às 8h40
Novo abatedouro de suínos do AM vai diminuir importação de carne da região Sul
Inaugurado na segunda-feira (7), unidade tem capacidade inicial para abate de 100 animais por dia
Compartilhe esta notícia:

Com a inauguração do segundo abatedouro de suínos no Amazonas abre-se um novo caminho para o agronegócio no Estado e a possibilidade de surgimento de uma nova matriz econômica. O novo local realizará o corte de suínos de todo o Estado e vai diminuir a dependência da importação desse tipo específico de carne da região Sul do País.
 
O abatedouro, que se chama Rio Quality, está localizado no quilômetro 15 da BR-174 no ramal Mete Marcha, km 3, com a capacidade de abater, inicialmente, 100 animais por dia para comercialização desde a carcaça, pé, orelha, rabo e costela.
 
O primeiro matadouro de suínos do Estado foi inaugurado em 2011 somente para o corte de carnes da fazenda Bela Vista em Rio Preto da Eva, distante 79 km da capital.
 
Presente à inauguração, o governador Wilson Lima (PSC) prometeu desenvolver o setor primário e garantir incentivos à produção de grãos no Estado, principal insumo da suinocultura.
 
“Temos um potencial muito grande, gente qualificada e empresários dispostos a investir. Então, por que a gente não faz? Respeitando a questão ambiental e promovendo o desenvolvimento sustentável vamos dar os incentivos necessários para que isso ocorra. No momento em que se tem grãos, facilita a ração para suinocultura, avicultura e piscicultura”, afirmou.
 
Segundo o presidente da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), Alexandre Araújo, o rebanho suíno do Estado é formado por 38 mil animais concentrados nos municípios da região metropolitana e em Apuí, a 408 km da capital. Conforme Araújo, 99% da carne suína consumida no Estado é originária de Santa Catarina.
 
“O criador tendo a estrutura para abater, ele vai ter a segurança de planejar a sua criação. Vai fomentar toda a cadeia produtiva de suínos no Estado, principalmente, da produção que deve ser incentivada criando uma nova matriz econômica dentro do setor primário e, assim, diminuindo a importação de outras regiões do Brasil”, avalia. Entre as dificuldades no setor primário, apontadas pelo titular da Adaf, está a logística, com a necessidade de melhor infraestrutura nas vicinais e ramais, e a facilidade de acesso ao crédito rural.
 
Segundo o proprietário do abatedouro, Felisberto Sarkis, a propriedade irá abater suínos de todo o Estado. Ele estima a geração de 20 mil novos empregos na zona rural de Manaus: “O abatedouro já gerou 25 empregos diretos e do Estado vai passar de 60 mil novos empregos. As pessoas vão voltar a ser criador de suíno de novo. Imagina mandar R$90 milhões para o pessoal produzir em Rondônia e no Rio Grande do Sul gerando empregos e nós aqui?”.
 
Conforme o diretor administrativo do abatedouro, Michel Ribeiro, fica a critério do produtor rural realizar a própria comercialização ou concluir o processo de venda no próprio abate. “Para isso conseguimos fazer um contrato com os supermercados do Estado e, assim, escoar a produção”, disse o investidor.
 
O rebanho de suínos do Amazonas é de aproximadamente de 38 mil cabeças. Conforme o presidente da FAEA, Muni Lourenço, o setor primário conta com o orçamento para 2019 de quase R$400 milhões para investimentos em assistência técnica, infraestrutura e ampliação da defesa agropecuária.
 
"Portas estão abertas para investidores", diz secretário
 
O secretário de Produção Rural (Sepror), Petrúcio Magalhães, afirmou que a sua gestão irá estimular programas para incentivar a produção de milho no Estado, um dos itens da composição da ração da pecuária.
 
“As portas estão abertas para os investidores. Para abater o suíno é preciso criar o animal e um dos custos principais da ração é o milho e a soja. Vamos estimular através de um programa desde a mecanização, programa pró calcário para garantir a neutralidade do solo e também a boa produtividade para o milho”, disse o engenheiro agrônomo.
 
O titular da Sepror falou que a atividade requer mão de obra qualificada e entre os desafios para o desenvolvimento da suinocultura está a desburocratização de linhas de crédito, acelerar os processos de licenciamento ambiental e a questão fundiária.

Fonte: A Crítica
 
Comentário
 
      Nenhum comentário para esta notícia!
Deixe seu Comentário para a notícia "Novo abatedouro de suínos do AM vai diminuir importação de carne da região Sul"
(*) - Todos os campos são de preenchimento obrigatório.
Seu Nome*:
Seu E-mail*:
(o email não será publicado)
Cidade*:
Estado*:
Comentário*:
  500 caracteres restantes.
Eu li e aceito as regras de publicação de comentários. VER REGRAS

VEJA TAMBÉM - Outras Notícias da Categoria NOTÍCIAS DE MERCADO
18/01/2019 - China diz às fazendas de suínos para reabastecer em meio a preocupações com o fornecimento de carne suína
Os suinocultores da China devem reabastecer rapidamente seus rebanhos e a nação planeja comprar mais carne suína para suas...
18/01/2019 - Faesc pede revogação de medida que aumentou a tributação sobre alimentos
“Um golpe duro e desleal contra o produtor rural e o consumidor urbano”. Assim o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária...
17/01/2019 - Carne suína e frango sobem mais de 13% em 12 meses, aponta IEA
O valor das carnes de frango e suína, presentes na lista de 22 produtos de maior importância no mercado atacadista da Região...
17/01/2019 - Colatto é o novo diretor de serviço florestal do Ministério da Agricultura
O deputado federal Valdir Colatto, do MDB de Santa Catarina, é o novo Diretor Geral do Serviço Florestal do...
16/01/2019 - Valor da Produção fecha 2018 em R$ 569,8 bilhões
O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) encerra o ano de 2018 em R$ 569,8 bilhões, menor do que o valor recorde obtido em...
15/01/2019 - Peste Suína Africana se aproxima da França
A Peste Suína Africana (PSA) parece aproximar-se da França todas as semanas. Em 6 de janeiro, caçadores atiraram em 2 animais...
15/01/2019 - Peste Suína Africana faz China sacrificar mais de 900 mil suínos
A China abateu 916 mil suínos após cerca de 100 focos de febre suína africana no país, disse o Ministério da Agricultura nesta...
15/01/2019 - Exportação da carne catarinense teve crescimento em 2018
A presença da carne catarinense no mercado internacional cresceu no ano passado, com aumento na exportação de carne de frango e...
15/01/2019 - Cooperativas engajadas no desenvolvimento catarinense
As cooperativas catarinenses estão à disposição da nova Administração Estadual para contribuir com políticas públicas destinadas...
11/01/2019 - Conab estima produção de grãos em 237,3 milhões de toneladas
O 4º levantamento da safra de grãos realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostra que a estimativa da produção...
 
 
Rua do Comércio, nº 655
Centro, Concórdia / SC
CEP: 89700-089
Diretoria
Granjas de Material Genético
50 anos de ACCS
55 anos de ACCS
Relatórios Anuais
Frente Parlamentar
Núcleos e Associações
50 anos ACCS
55 anos ACCS
Rádio ACCS
TV ACCS
Notícias
Links da Suinocultura
Receitas
Newsletter
Agenda de Eventos
Previsão do Tempo
Galeria de Fotos
© - Ideia Good - Soluções para Internet