Suíno Preço Base
Cooper Central Aurora: R$ 3,40
Pamplona: R$ 3,40
BRF (Sadia/Perdigão): R$ 3,40
JBS Foods: R$ 3,30
+ Bonificação de Carcaça (Média da Bonificação 10%)

Ver Histórico

Bolsa de Suínos
Santa Catarina: R$ 4,41
São Paulo: R$ 4,69
Minas Gerais: R$ 4,70
Paraná: R$ 4,30

Ver Histórico

Mercado de Grãos - Santa Catarina
Milho: R$ 38,40 (Referência Copérdia)
Farelo de Soja: R$ 1,35

Ver Histórico

 
Links da Suinocultura
ABCS
ABPA
CANAL RURAL
CEPEA
CIDASC
CNA
EMBRAPA
FAESC SENAR/SC
FATMA
MAPA
MDIC
NOTÍCIAS AGRÍCOLAS
O PRESENTE RURAL
PÁGINA RURAL
PORKWORLD
SAFRAS & MERCADO
SEC. DA AGRICULTURA
SUINO.COM
SUINOCULTURA INDUSTRIAL
TERRA VIVA
 
ou data:
NOTÍCIAS DA ACCS
11/03/2019 às 9h19
Atualizada em 11/03/2019 - 10h17
Comitiva do Oeste catarinense participa de missão no Paraguai
Catarinenses têm interesse em firmar parcerias comerciais para comprar grãos através da Rota do Milho
Compartilhe esta notícia:


Representantes de Santa Catarina e do Paraguai fazem reunião de negócios

Suinocultores catarinenses, empresários da região Oeste e a ACCS participaram na última semana da 19ª edição da Agro Show Copronar, evento realizado em Naranjal, no Paraguai. Durante agenda no vizinho país do Mercosul, a comitiva catarinense também se reuniu com lideranças políticas e empresariais da região, com o objetivo de firmar parcerias comerciais que favorecerão o desenvolvimento do Mercosul.
 
Essa relação será consolidada com a Rota do Milho, que vai integrar o Brasil, a Argentina e o Paraguai através da desburocratização das fronteiras. Conforme lideranças dos três países, os acordos para que a rota se torne realidade estão em fase final, faltando apenas a liberação da documentação das balsas que transportarão a produção entre o Paraguai e a Argentina.
 
Negociações
 
No último dia 6, o grupo de catarinense se reuniu com o intendente de Naranjal, Edoard Schaffrath, para conhecer todo o potencial da região, que é uma grande produtora de proteína vegetal como milho e soja. Todos os números foram detalhados por representantes de empresas ligadas às cooperativas do Paraguai. O encontro contou também com a participação do presidente do Banco Central do Paraguai, José Cantero.
 
Os catarinenses apresentaram a pujança na produção de proteína animal, que serve de referência para o mundo. Mas o setor luta contra os altos custos de produção, especialmente em razão do frete rodoviário para trazer milho do Centro-Oeste do Brasil. Santa Catarina consome todos os anos cerca de 7 milhões de toneladas de milho para a produção de ração animal, mas importa cerca de 4 milhões de toneladas de outros estados.
 

 
O estado catarinense importa milho do Paraguai, mas a rota por Foz do Iguaçu é longa e enfrenta dificuldades aduaneiras. A ideia é encurtar o caminho transportando o cereal paraguaio pelas estradas da Argentina. “Cada vez menos nós vamos ter condições de trazer milho do Centro-Oeste do país porque há um trabalho muito forte para enviar esse produto para outros países. Precisamos fortalecer os laços com o Paraguai e com a Argentina para que possamos continuar na atividade”, destaca o presidente da ACCS, Losivanio Luiz de Lorenzi.
 
Números do Paraguai
 
Conforme dados da safrinha paraguaia de 2019, das 4,7 milhões de toneladas produzidas, 1,5 milhão de tonelada será para o consumo interno, 2 milhões vão para a exportação e 1,2 milhão de tonelada é o volume excedente.
 
“O Paraguai é um bom produtor de soja e milho e Santa Catarina produz com excelência proteína animal. Esse é um motivo para realizar bons negócios e garantir mais competitividade para essa região do Mercosul”, enfatiza o intendente de Naranjal.
  
Mais benefícios
 
Além de ser uma grande alternativa na oferta de insumos, o Paraguai possui leis e incentivos fiscais que viabilizam a instalação de empresas no país. “Com os benefícios que temos em nosso país podemos garantir mais competitividade para as empresas e tornar o Mercosul mais forte no mercado internacional”, avalia Schaffrath.
 
Conforme o vice-presidente de relações internacionais da Facisc, Milvo Zancanaro, que também participou da missão internacional, o Paraguai oferece condições para que empresas instalem filiais no país, garantindo mais facilidade na exportação de produtos. “Reforçamos a necessidade da abertura da Rota do Milho para que as nossas indústrias possam se desenvolver”.
 
Fórum Internacional
 
Em três dias de feira, a Agro Show Copronar apresentou ao homem do campo o que há de mais moderno para potencializar a produção agrícola. O evento também oportunizou bons negócios aos expositores e momentos de lazer aos visitantes.
 
A Rota do Milho ganhou destaque especial em um Fórum Internacional que contou com a presença de autoridades do Brasil, Argentina e do Paraguai. “O Agro Show foi importante para debater essa integração entre os três países. Nós como cooperativa nos sentimos felizes em poder promover esse debate na feira”, diz o presidente da Copronar, Darci Bortoloso.

Fonte: Tiago Rafael/ACCS
 
Comentário
 
      Nenhum comentário para esta notícia!
Deixe seu Comentário para a notícia "Comitiva do Oeste catarinense participa de missão no Paraguai"
(*) - Todos os campos são de preenchimento obrigatório.
Seu Nome*:
Seu E-mail*:
(o email não será publicado)
Cidade*:
Estado*:
Comentário*:
  500 caracteres restantes.
Eu li e aceito as regras de publicação de comentários. VER REGRAS

VEJA TAMBÉM - Outras Notícias da Categoria NOTÍCIAS DA ACCS
24/04/2019 - Frente Parlamentar da Suinocultura é instalada na Alesc
A manutenção do status sanitário de Santa Catarina como estado livre de aftosa e a viabilização da rota do milho vindo do Paraguai...
18/04/2019 - Frente parlamentar da Suinocultura será lançada na ALESC
Com o objetivo de discutir os principais desafios da Suinocultura Catarinense, será lançada na próxima terça-feira (23), a Frente...
16/04/2019 - Mais de 400 pessoas participaram do 20º Seminário Regional da Suinocultura
Foi realizado no último sábado (13) o 20º Seminário Regional da Suinocultura, que foi sediado pela terceira vez em Descanso,...
09/04/2019 - TV ACCS | XI Festa Catarinense da Suinocultura
Milhares pessoas prestigiaram no último final de semana a XI Festa Catarinense da Suinocultura e a VI Festa do Agricultor e da...
27/03/2019 - Santa Catarina fixa em 6% o ICMS sobre o suíno vivo
Por unanimidade, os deputados catarinenses aprovaram na tarde de terça-feira (26) o Projeto de Lei (PL) 28/2019, de autoria...
20/03/2019 - Suinocultores de destaque são condecorados pela Seara
Após um ano inteiro de muita dedicação para conseguir os melhores resultados, as unidades da Seara Alimentos de Itapiranga e São...
18/03/2019 - Suinocultores participam de integração entre Brasil e Argentina
Suinocultores da região e o presidente da ACCS, Losivanio Luiz de Lorenzi, participam do evento transnacional Jornada Caminhos...
13/03/2019 - Representantes da Coasc e da Cargill participam de negociação
Sempre em busca dos melhores produtos e preços aos cooperados, representantes da Coasc e da Cargill participaram de uma importante...
01/03/2019 - Presidente da ACCS comemora habilitação de plantas frigoríficas para a Coreia do Sul
A Agência de Quarentena Animal e Vegetal da Coreia do Sul (APQA) anunciou na quarta-feira (27) a habilitação de mais nove...
01/03/2019 - TV ACCS | Confira os principais destaques
A semana foi marcada por importantes compromissos para os representantes da ACCS. O presidente da entidade, Losivanio Luiz de...
 
 
Rua do Comércio, nº 655
Centro, Concórdia / SC
CEP: 89700-089
Diretoria
Granjas de Material Genético
50 anos de ACCS
55 anos de ACCS
Relatórios Anuais
Frente Parlamentar
Núcleos e Associações
50 anos ACCS
55 anos ACCS
Rádio ACCS
TV ACCS
Notícias
Links da Suinocultura
Receitas
Newsletter
Agenda de Eventos
Previsão do Tempo
Galeria de Fotos
© - Ideia Good - Soluções para Internet