09/05/2019 - 8h
Arrancada da JBS eleva seu valor para R$ 55 bi
"O parque fabril da JBS é à prova de barreiras comerciais", explica vice presidente financeiro da JBS

A JBS nunca valeu tanto na bolsa - mais de R$ 55 bilhões ontem. Nos últimos 12 meses, nenhuma companhia do Ibovespa se valorizou tanto como a gigante brasileira das carnes, que fatura R$ 180 bilhões por ano. Nesse período, as ações avançaram 146% e o valor de mercado aumentou R$ 30 bilhões.



Somente nesses 12 meses, os irmãos Joesley e Wesley Batista, que controlam a empresa com 42% das ações, viram o valor de sua participação aumentar em R$ 13 bilhões. O BNDES, também grande acionista, com 21%, ganhou R$ 6,7 bilhões. O restante da valorização beneficiou os minoritários na bolsa.



Para o vice-presidente financeiro da JBS, Guilherme Cavalcanti, que falou ao Valor Investe, essa valorização se explica porque o parque fabril da JBS é "à prova de barreiras comerciais".



Hoje, por exemplo, os EUA não conseguem exportar carne bovina para a China, em razão da guerra comercial. Mas a JBS consegue, a partir do Brasil e da Austrália. Cavalcanti acredita que a empresa é a mais capacitada para aproveitar a nova oportunidade que se abre na China, por causa da peste suína que dizimou rebanhos daquele país. Para isso, está abrindo novos turnos de trabalho em seus frigoríficos.



Fonte: Valor
Impresso em: 18/08/2019 às 10:03


ACCS - Associação Catarinense de Criadores de Suínos