23/05/2019 - 8h
Exportações de carne suína crescem em maio
Se a média diária de 3,2 mil toneladas for mantida, as exportações do mês devem ser 30% maior que a registrada em abril

Até a terceira semana de maio as exportações de carne suína in natura somaram 38,7 mil toneladas, o que representa um montante de US$ 87,2 milhões. Com 12 dias uteis a média registrada até o momento para o mês é de 3,2 mil toneladas diárias, 32,5% maior que a média registrada para o mês de abril e 65% maior que a média registrada em maio de 2018. Caso essa média se mantenha até o final do mês, as exportações podem chegar a  67 mil toneladas no mês e registrar um crescimento de cerca de 30%.



Também houve valorização do preço pago por tonelada. Em maio estão sendo pagos US$ 2256,00 por tonelada embarcada, uma valorização de 4,3%  ante aos US$ 2162,20 pagos no mês de abril. Na comparação com o mês de maio de 2018 o crescimento foi ainda maior, chegando a 11,4%, visto que a média paga no período era de US$ 2025,10.



RESULTADOS GERAIS



Na terceira semana de maio de 2019, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,316 bilhão, resultado de exportações no valor de US$ 4,526 bilhões e importações de US$ 3,210 bilhões. No mês, as exportações somam US$ 11,929 bilhões e as importações, US$ 8,219 bilhões, com saldo positivo de US$ 3,711 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 84,078 bilhões e as importações, US$ 63,983 bilhões, com saldo positivo de US$ 20,095 bilhões.



Fonte: Suinocultura Industrial
Impresso em: 12/12/2019 às 17:53


ACCS - Associação Catarinense de Criadores de Suínos