ACCS - Associação Catarinense de Criadores de Suínos

Cozinha ACCS


CARNE DE PORCO À ALENTEJANA - PORTUGAL

16/08/2018


Conhecido em todo o país português, a carne de porco à alentejana é um prato que teve origem na região do Algarve. Os cozinheiros daquela localidade deram este nome ao prato para indicar que a carne usada era de porco do Alentejo (com uma carne mais saborosa, porque os porcos comiam sementes de determinadas plantas, como os sobreiros). O prato empresta sabores do colorau, do louro, do vinho e do alho, entre outros temperos possíveis, acentuando ainda mais os diferenciais da carne suína.

No âmbito das estatísticas, apenas três em cada 100 portugueses não incluem o consumo de carne na sua dieta alimentar, mas a generalizada preferência por bifes de vitela, asas de frango ou costeletas de suíno exerce-se em mais de metade dos casos, conforme estudo da Federação Portuguesa das Associações de Suinicultores (FPAS). Para os produtores de carne de suíno, que viveram uma conjuntura difícil em 2015 e 2016, o estudo traz boas notícias. A melhor de todas é que a maioria dos portugueses considera a carne de porco como a “mais saborosa” – 34%.

Seja pelo preço, pelo hábito ou pelo gosto, a carne suína é a segunda mais consumida em Portugal. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, cada português consome em média 43,9 quilos de carne suína por ano. O efetivo da suinocultura é composto por cerca de 1,8 milhões de porcos de engorda e 185 mil reprodutoras. No ano passado, o setor produziu perto de 400 mil toneladas de carne, satisfazendo 74% das necessidades do mercado nacional, e faturou 563 milhões de euros.

----

Known across the Portuguese country, the pork à alentejana is a dish originated in the Algarve region. The cooks from that locality named the dish this way to indicate that the meat used was from pigs of Alentejo (with a tastier meat, because the pigs fed on seeds of certain plants, such as the sombreiros). The dish borrows flavors from paprika, bay, wine and garlic, among other possible seasonings, enhancing even more the distinctions of pork.

In the ambit of statistics, only three in each 100 Portugueses do not include the consumption of meat in their diets, but the generalized preference for veal steak, chicken wings or pork chops is true in more than half the cases, according to a study from the Federação Portuguesa das Associações de Suinicultores (FPAS). The study brings good news to the meat producers, that went through a difficult situation in 2015 and 2016. The best of them is that most Portugueses consider pork as being the “tastier” meat – 34%.

Whether it’s the price, the habit or the taste, pork is the second most consumed meat in Portugal. According to the National Institute of Statistics, each Portuguese eats on average 43.9 kilos of pork by year. The headcount of pig breeding is formed by about 1.8 million fattening pigs and 185 thousand reproducers. In the last year, the sector produced close to 400 thousand tonnes of meat, satisfying 74% of the domestic market needs, and made 563 millions euros.

Confira o vídeo







Parceiros

MAGNANI - IMPLEMENTOS PARA SUINOCULTURA
49 3452 2266
G&S AGRO INFORMÁTICA
49 3566-4381
COASC
49 3442 6158
49 8835 0275
Sky Sollaris
(49) 3442-0072
(49) 99912-8000
DB GENÉTICA SUÍNA
(34) 3818-2500
AGROCERES PIC - GENÉTICA DE SUÍNOS
(19) 3526-8580
SICOOB CREDIAUC
49 34411300
AGROCOASC
(49) 3442-6158
TOPGEN
(43)3535-1432
EQUITTEC
(54) 3442-5666

Newsletter

Fique por dentro das novidades.

Novidades no Whatsapp