ACCS - Associação Catarinense de Criadores de Suínos

Notícias


China: suinocultores estão em crise no ciclo de expansão e queda de preço

Grandes criadores de suínos do país relatam dívidas vencidas após grandes perdas financeiras

13/06/2022 às 08h55


Uma vez a cada três ou quatro anos, os suinocultores do maior país produtor do mundo se veem presos em um mercado implacável que leva alguns criadores super alavancados à beira de uma crise de dívida.
 
A Jiangxi Zhengbang Technology Co. – a segunda maior fornecedora de suínos entre as empresas chinesas listadas em 2020 – acabou de reportar 542 milhões de yuans (US$ 81 milhões) em contas comerciais vencidas, tornando-se a mais recente produtora a mostrar o estresse financeiro do ciclo de expansão e recessão. O não pagamento ocorre depois que a empresa perdeu cerca de três bilhões de dólares desde o início do ano passado, quando os preços locais dos suínos caíram pela metade.
 
“A Zhengbang expandiu sua capacidade de forma muito agressiva na hora errada e achou difícil gerenciar a situação quando os preços dos suínos caíram”, disse Lin Guofa, chefe de pesquisa da consultoria Bric Agriculture Group.
 
Sendo a carne suína a proteína mais popular nas mesas chinesas, a criação de suínos pode ser muito lucrativa, com margens brutas subindo acima de 30% para alguns produtores quando há escassez, levando os agricultores a expandir a capacidade apesar dos custos crescentes. Ainda assim, mesmo para os melhores produtores, nem sempre é fácil seguir a batida certa.
 
Os cinco maiores criadores de suínos listados na China registraram mais de 39 bilhões de yuans de perdas líquidas somente no ano passado. A Zhengbang representou pouco menos da metade disso, enquanto o Wens Foodstuffs Group contribuiu com cerca de um terço. Outras empresas que registraram perdas incluíram a Tech-Bank Food Co. e a New Hope Liuhe Co.
 
A liquidez apertada é um desafio comum na indústria. No caso de Zhengbang, um título conversível de 1,6 bilhão de yuans com vencimento em 2026 está enfrentando pedidos de resgate antecipado esta semana. Além disso, a Tech-Bank Food disse aos investidores no final de abril que estava negociando com um fornecedor importante para atrasar alguns pagamentos e que a principal prioridade seria garantir fluxos de capital seguros.
 
A Zhengbang Technology vendeu cerca de 5,5 milhões de suínos em 2018, quando uma longa queda de preços prejudicou os criadores, levando o Chuying Agro-Pastoral Group, por exemplo, a entrar em default e oferecer pagar aos detentores de títulos com presunto. A Chuying acabou sendo retirada do mercado de ações e seus detentores de títulos ainda não receberam seu dinheiro de volta.
 
Apenas três anos depois, a Zhengbang quase triplicou sua capacidade de produção para 15 milhões de suínos, com o total de ativos dobrando depois que a empresa construiu e alugou mais fazendas e aumentou a quantidade de gado que criava.
 
Queda de ações
 
Ainda assim, a expansão não trouxe a boa sorte pretendida, apenas problemas. O boom nos preços dos suínos depois que a peste suína africana devastou os rebanhos diminuiu mais cedo do que os agricultores esperavam. A Zhengbang não apenas teve que lidar com o declínio da receita, mas também registrou perdas com a depreciação de ativos e estoques.
 
As ações da Zhengbang Technology caíram para o nível intradiário mais baixo desde 2018 na sexta-feira, mas desde então recuperaram algum equilíbrio. A empresa não respondeu a um e-mail da Bloomberg pedindo comentários sobre sua emissão de dívida.
 
Em dezembro, a Zhengbang assinou uma conversão de dívida em capital com a filial de Jiangxi da China Cinda Asset Management Co. , uma importante gestora de dívidas em dificuldades. E há três meses, uma importante empresa estatal de Jiangxi concordou em fornecer 5 bilhões de yuans de apoio financeiro à controladora da Zhengbang Technology.
 
Apesar desses esforços, a empresa ainda tinha 40,7 bilhões de yuans de passivos em seu balanço no final de março, coberto apenas por seus ativos totais, de acordo com seu relatório financeiro. Enquanto os preços dos suínos estão se recuperando, oferecendo uma brecha de luz, o futuro pode depender de obter mais dinheiro com a alienação de ativos e receber apoio do governo em tempo hábil.
 
“Não fique obcecado com os preços dos suínos e aposte neles”, disse Lin, da consultoria Bric. “Foco em como criar porcos de forma mais científica, em como cortar custos e otimizar o manejo. Essa é a maneira de viver o ciclo.”

Fonte: bloomberg.com



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.







Veja Também









Parceiros

TOPGEN
(43)3535-1432
DB GENÉTICA SUÍNA
(34) 3818-2500
MAGNANI - IMPLEMENTOS PARA SUINOCULTURA
49 3452 2266
COASC
49 3442 6158
49 8835 0275
EQUITTEC
(54) 3442-5666
Sky Sollaris
(49) 3442-0072
(49) 99912-8000
AGROCERES PIC - GENÉTICA DE SUÍNOS
(19) 3526-8580
SICOOB CREDIAUC
49 34411300
AGROCOASC
(49) 3442-6158
G&S AGRO INFORMÁTICA
49 3566-4381

Newsletter

Fique por dentro das novidades.

Novidades no Whatsapp