ACCS - Associação Catarinense de Criadores de Suínos

Notícias


Mercado internacional

Abates de suínos na Alemanha caem 7% em 2023

19/02/2024 às 07h38


O número de abates de suínos na Alemanha registrou uma queda significativa em 2023, com dados do Statistisch Bundesamt em Berlim revelando uma redução de 7% em comparação com o ano anterior. No total, 43,8 milhões de suínos foram abatidos, indicando uma diminuição de 3,3 milhões em relação a 2022.
 
A produção interna de suínos para abate diminuiu em 7,7%, totalizando 42,3 milhões de animais. Enquanto isso, as importações de suínos de abate aumentaram em 19,5%, atingindo 1,5 milhão de unidades. A maior parte dessas importações, cerca de 960.000 animais, veio dos Países Baixos, com um aumento significativo também vindo da Bélgica, cujas exportações mais do que dobraram para 370.000 animais.
 
A produção de carne de porco na Alemanha também sofreu uma queda, totalizando 4,2 milhões de toneladas, o que representa uma redução de 6,8% em relação ao ano anterior. Este é o menor número registrado em mais de duas décadas. Em comparação com o ano de 2016, que foi um ano recorde, a produção atual de carne de porco é 1,4 milhão de toneladas menor, refletindo uma queda de pouco mais de um quarto. Essa redução acentuada está diretamente relacionada à diminuição contínua do número de suínos no país, embora haja alguns indícios de uma leve recuperação recentemente, de acordo com relatórios do escritório de estatísticas.
 
Os dados mais recentes disponíveis indicam que o número total de suínos na Alemanha em novembro de 2023 era de 21,2 milhões, refletindo uma diminuição de 0,7% em relação ao ano anterior e uma queda de 10,7% em relação a novembro de 2021. No entanto, houve um aumento de 1,3% em comparação com maio de 2023, representando o primeiro aumento semestral na população de suínos alemães desde novembro de 2020.
 
Enquanto isso, o número de matrizes suínas permaneceu estável em cerca de 1,4 milhão de animais entre maio de 2023 e novembro do mesmo ano, embora tenham sido observadas diferenças regionais significativas. Por exemplo, na Renânia do Norte-Vestfália, houve um aumento de 6,4% no número de matrizes suínas, enquanto na Baviera houve uma queda de 4,9%. Essa disparidade pode ser atribuída às diferentes reações dos criadores de suínos em diferentes regiões às regulamentações mais rigorosas para a criação de matrizes em baias.
 
A indústria suína alemã enfrenta ainda uma diminuição constante no consumo de carne de porco e produtos derivados. Embora as vendas de carne em geral tenham se mantido estáveis em relação a 2022, as vendas de carne de porco nos supermercados diminuíram 6,6%, seguindo uma tendência de queda que começou há mais de uma década. Os alemães agora consomem em média 27,4 quilos de carne de porco por pessoa por ano, em comparação com os 38,6 quilos registrados em 2013.

Fonte: Suinocultura Industrial



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.







Veja Também









Parceiros

Núttria Nutrição Animal
(17) 3520-0800
G&S AGRO INFORMÁTICA
49 3566-4381
PROTEC SAÚDE ANIMAL
(54) 98111-7825
(54) 99967-6510
EQUITTEC
(54) 3442-5666
Sky Sollaris
(49) 3442-0072
(49) 99912-8000
SICOOB CREDIAUC
49 34411300
TOPGEN
(43) 3535-1432
MAGNANI - IMPLEMENTOS PARA SUINOCULTURA
49 3452 2266
AGROCOASC
(49) 3442-6158
AGROCERES PIC - GENÉTICA DE SUÍNOS
(19) 3526-8580

Newsletter

Fique por dentro das novidades.

Novidades no Whatsapp