ACCS - Associação Catarinense de Criadores de Suínos

Notícias


Rabobank divulga estudo trimestral sobre o agronegócio brasileiro

O banco está divulgando o estudo trimestral que traz análises, dados e um panorama geral de diversas commodities durante o primeiro trimestre do ano

02/04/2024 às 08h31


O Rabobank está divulgando o estudo trimestral que traz análises, dados e um panorama geral de diversas commodities durante o primeiro trimestre do ano, além de perspectivas para os próximos meses. O relatório aborda os mercados de Café, Proteína Animal, Fertilizantes, Cana, Açúcar, Etanol, Soja, Milho, Algodão, Suco de Laranja, Leite e Celulose.
 
Confira abaixo um resumo desta edição:
 
Açúcar: Açúcar continua com perspectiva de preço firme, enquanto o mercado de etanol deveria retornar gradualmente para o equilíbrio ao longo de 2024/25.
 
Café: O Rabobank estima a safra brasileira 2024/25 em 69,8 milhões de sacas, 5,7% maior em relação ao ciclo anterior, porém, abaixo do potencial. Os preços devem se sustentar em 2024, afetados pela EUDR e tensões no Mar Vermelho.
 
Soja: Um aumento expressivo da oferta global da oleaginosa, frente a um leve enfraquecimento da demanda chinesa, deverá pressionar os preços da oleaginosa em 2024.
 
Milho: No Brasil, o Rabobank estima uma redução de 2% da área total plantada, o que, assumindo a linha de tendência para a produtividade, resultará em uma produção total de milho de 123 milhões de toneladas para 2023/24.
 
Algodão: Apesar do momento positivo em relação aos preços da pluma em NY, o atual cenário macroeconômico poderá limitar a demanda global da pluma.
 
Boi: Volumes menores de chuva somados a queda sazonal na demanda local pressionam preços do boi gordo no mercado futuro, e fortalecem movimento de antecipação nos abates, principalmente de fêmeas.
 
Suco de Laranja: O mercado aguarda as estimativas da safra 2024/25, com preços do FCOJ elevados e mínima disponibilidade na entressafra em São Paulo. Queda na demanda global continua, com preços elevados no varejo.
 
Leite: A oferta recuando, com margens menores e impactos do clima. Demanda mais firme, com melhora nos indicadores de desemprego e renda real, ajudando na recuperação dos preços ao produtor, apesar das importações elevadas do Mercosul.
 
Celulose: Aumento de capacidade e demanda menor devem colocar pressão negativa nos preços da celulose de fibra curta na China no segundo trimestre.
 
Macroeconomia: Vemos o dólar a R$ 5,00 ao fim de 2024. Incertezas fiscais, menor fluxo comercial global e diferencial de juros trazem viés de depreciação. Mas, um eventual ambiente global benigno mitigaria estes riscos.
 
Fertilizantes: 2023 trouxe de fato uma forte recuperação na demanda por fertilizantes e para 2024 nossa estimativa é de quebra no recorde de entregas ao consumidor final. Porém, margens operacionais mais apertadas podem influenciar as entregas.

CONFIRA A ANÁLISE DETALHADA AQUI: https://brandportal.rabobank.nl/common/pdfviewer/pdfviewer.aspx?layout=vertical&publicid=wZaXG4KmBDNV0rtZkKc94A

Fonte: Avisite



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.







Veja Também









Parceiros

AGROCOASC
(49) 3442-6158
SICOOB CREDIAUC
49 34411300
COASC
49 3442 6158
49 8835 0275
MAGNANI - IMPLEMENTOS PARA SUINOCULTURA
49 3452 2266
DB GENÉTICA SUÍNA
(34) 3818-2500
Sky Sollaris
(49) 3442-0072
(49) 99912-8000
AGROCERES PIC - GENÉTICA DE SUÍNOS
(19) 3526-8580
TOPGEN
(43) 3535-1432
EQUITTEC
(54) 3442-5666
G&S AGRO INFORMÁTICA
49 3566-4381

Newsletter

Fique por dentro das novidades.

Novidades no Whatsapp